A radiografia digital baseia-se nos mesmos princípios de emissão de raios-X e de sua interação com o organismo humano. A diferença está apenas em como os raios que atravessam a matéria serão capturados e processados de modo a gerar a imagem. Nesse caso, não há a necessidade do uso de placas de filme ou do processo de revelação.
Na radiografia digital direta, os Raios-X são capturados por uma placa de circuitos sensíveis à radiação que gera uma imagem digital e a envia ao computador na forma de sinais elétricos. Uma vez no computador, a imagem pode ser processada, enviada para os profissionais de saúde, armazenadas ou até mesmo impressas.